A melhor Plataforma
E-commerce do Brasil
71 3165-4080
Crie sua loja virtual

Como agradar a mulher, maior consumidora da web?

Tema: Mulheres no E-commerce

25/05/2011

Fonte: E-commerce News

Segundo pesquisa da Sophia Mind, 28% das mulheres entrevistadas gastam mais de R$ 500 por mês no comércio eletrônico, sendo que 55% das e-consumidoras compram através de redes sociais. A pesquisa aponta ainda que 41% das mulheres admitem usar a internet, principalmente, para efetuar compras. Outro dado revelado é que, no ano passado, as mulheres com mais de 50 anos representavam apenas 14% das e-consumidoras e, em 2010, elas passaram a representar 21% das mulheres que compram pela internet.

Para que as empresas on-line possam aproveitar a boa oportunidade, é preciso ser impecável nos processos de atendimento e de venda, garantindo destaque frente à concorrência. E, para conquistar a e-consumidora, Gislene Garuffi, especialista em comércio eletrônico e marketing digital, aponta as seguintes dicas:

Capriche no visual: Ao contrário dos homens, as mulheres reparam nos mínimos detalhes, o que inclui estética, design, cores e imagens. Se o seu site tiver um layout de mau gosto, pode ter certeza que as chances de você afugentar a cliente são imensas. Aposte no visual clean, moderno e chique. Se possível, disponibilize fotos de todos os produtos e invista na produção das mesmas. Se puder fazer as fotos em um estúdio profissional, não hesite em fazê-lo.

Atente-se à organização: Por ser detalhista, a mulher prefere se deparar com um site cujos produtos estejam adequadamente disponibilizados a navegar em um site desorganizado e com poluição visual. Separe os diferentes tipos de produtos por links ou seções e, dentro de cada seção, agrupe-os conforme a usabilidade.

Informação é tudo: Na hora de comprar, as mulheres não são nada objetivas! Querem saber preço, tecido, cor, tamanho, modelo e etc. Quanto mais informação, melhor. Disponibilize uma descrição clara sobre cada produto, destacando os pontos que mais interessam à consumidora. Atenção: não omita ou invente informações. Se a descrição de um produto no site não estiver condizente com a realidade, a cliente ficará bastante frustrada.  

Explore a sinestesia: As mulheres são extremamente sinestésicas: gostam de ver o produto de perto, de tocar, de experimentar, de sentir a textura e, especialmente quando se trata de roupas e acessórios, gostam de conferir como as peças ficam no corpo. Por isso, comprar pela internet pode ser um tiro no escuro. E, mesmo sendo um direito básico do consumidor, garantido por lei, muitas lojas virtuais dificultam a troca e/ou devolução, fazendo com que a cliente acabe ficando com o produto por ?desistência?. Para conquistar a e-consumidora, nada como facilitar sua decisão de troca e/ou devolução, caso a peça não caia tão bem quanto aparentou no momento da compra.

Aposte nos mimos: Qual mulher não gosta de agrados como brindes, promoções atrativas, cartões em datas especiais ou embalagens exclusivas? Apesar de aparentar ser uma ação pontual, que não garante a fidelização da cliente, proporcionar mimos é uma estratégia que, se feita constantemente e direcionada ao seu perfil de consumo, pode, sim, torná-la uma cliente fiel. Daí a importância de manter atualizado o cadastro da consumidora com informações sobre seu histórico de compra e suas preferências.





Veja também

Google+