A melhor Plataforma
E-commerce do Brasil
71 3165-4080
Crie sua loja virtual

Como vender para consumidores da classe C no E-Commerce? Confira as dicas

Tema: Classe C no Comércio Eletrônico

06/09/2011

Fonte: Ecommerce News

No final do primeiro trimestre de 2011, 46,5% dos consumidores que realizaram compras pela internet possuíam renda familiar igual ou inferior a R$ 3 mil, segundo dados da consultoria e-bit. Isso quer dizer que, dos atuais cerca de 10,7 milhões de e-consumidores, 5 milhões são da classe C. O estudo aponta uma importante inserção deste perfil de consumidor no comércio eletrônico.

Entretanto, é preciso avaliar quais estratégias adotar para ser assertivo na hora de atender este público e oferecer o produto/serviço condizente à sua demanda. Para isso, Robson Tavarone, sócio e diretor comercial do site de Compras Coletivas Ótima Oferta, e da Agência Vibe, especializada em estratégias para o comércio eletrônico; sugere as seguintes dicas:

Produtos: Aposte em produtos de alto valor agregado como eletrodomésticos, eletrônicos e artigos de informática ? estes são os itens mais procurados pela classe C no comércio eletrônico.

Preço: Aposte em preços competitivos; na maioria das vezes, este consumidor opta pelo produto mais barato e que não comprometa seu orçamento.

Personalização:
Identifique o perfil de consumo e o histórico de compra do consumidor por meio de ferramentas como CRM (Customer Relationship Management) e ofereça produtos compatíveis com o seu ticket médio e suas necessidades ou seus desejos.

Divulgação: Invista em propagandas, especialmente, em redes sociais ou sites de classificados. A própria internet é a forma mais eficiente de atrair o consumidor de baixa renda à sua loja virtual.

Simplicidade: Evite ousar demais no design, invista em uma ferramenta simples que não dificulte as etapas do processo de compra e use o português claro e objetivo, disponibilizando todas as informações sobre entrega, troca e devolução. Vale lembrar que simplicidade não significa desleixo. O ideal é que o layout seja feito com muito critério por um webdesigner, baseado em um estudo específico sobre o segmento de atuação.

Agilidade:
Conte com um sistema ágil. Muitos destes consumidores acessam lojas virtuais de lan houses, portanto, a rapidez é essencial para a conclusão da compra em tempo hábil.

Formas de pagamento: Disponibilize várias opções de pagamento como cartão de crédito, saldo virtual, boleto bancário, transferência on-line e operadoras de pagamento digital.

Contato: Ofereça diferentes opções de contato com o site como telefone, chat, e-mail e redes sociais. Permita que o consumidor escolha qual a melhor forma de contatar a empresa, em casos de dúvidas.





Veja também

Google+