A melhor Plataforma
E-commerce do Brasil
71 3165-4080
Crie sua loja virtual

Com Copa, e-commerce brasileiro deve movimentar R$ 45 bi em 2014

Tema: E-commerce

02/04/2014

Fonte: Proxxima

O comércio eletrônico no Brasil vem crescendo constantemente, movido pela contínua expansão do acesso a internet no País e aumento nos níveis gerais de renda. Mesmo com a recente desaceleração da economia e queda na confiança do consumidor, 2014 marcará mais um ano de crescimento de dois dígitos nas vendas via internet no Brasil.

Grande parte do impulso virá pelo setor de viagens, na visão do eMarketer, que será movido por fãs de futebol viajando pelo País a ocasião da Copa do Mundo. A consultoria estima que a totalidade do comércio eletrônico no Brasil ? incluindo varejo, viagens e ingressos para eventos ? chegará a R$ 45,88 bilhões em 2014, representando 36.8% das vendas digitais na America Latina.

Mas o varejo eletrônico por si só já mostra fortes perpectivas de crescimento. O setor fechou 2013 com R$ 25.86 bilhões em vendas, um crescimento de 14,8% sobre o total de 2012. Esses valores reforçam a expressividade do varejo eletrônico brasileiro também internacionalmente. O País ocupa o décimo lugar no ranking mundial de vendas, imediatamente atrás de Corea do Sul e Rússia, mas a frente de Dinamarca e Itália. 

A prevista desaceleração leva em conta um movimento duplo na base de consumidores: ao passo que esta expande, a velocidade com a qual novos entrantes do comércio eletrônico diminui. Há outro importante aspecto dessa dinâmica que acaba por diluir o crescimento incremental. Conforme o advento da classe média no varejo eletrônico agrega ao número de compradores digitais no Brasil ? e de transações?, ainda são aqueles de maior poder aquisitivo ? que também são menos numerosos?que gastam mais por transação.

Ademais, há de se ressaltar que comprar pela internet ainda não é a realidade da maioria dos internautas brasileiros. eMarketer calcula 107,7 milhões de usuários de internet no Brasil em 2014, 37,7% dos quais terão realizado pelo menos uma compra via algum dispositivo conectado a internet até o fim do ano. Isso significa um mercado de 32,9 milhões de consumidores digitais, e um crescimento de 14.4% sobre a base de 2013 que, embora expressivo, fica aquém dos 18.1% observados no período anterior.

Dados regionais reforçam ainda mais o potencial de crescimento do varejo eletrônico no Brasil. Ainda que o país tenha mais compradores digitais do cada um de seus vizinhos latino americanos, em termos de penetração, uma maior parcela dos internautas argentinos?47,4%? devem comprar pela internet em 2014, enquanto a penetração média do ecommerce de varejo para a América Latina aproxima-se bastante da do Brasil, com 34,4% do usuários de internet. O contraste é ainda maior quando em relação a um mercado mais avançado como os Estados Unidos, onde 74,4% dos usuários de internet devem comprar pela internet em 2014.

Mas em um mercado superlativo como o Brasil, que concentra 36.4% dos consumidores digitais da América Latina, uma pequena mudança percentual pode significar uma diferença de centenas de milhões. Mesmo os 8,15% de crescimento esperados para 2015 ainda trarão R$2.5 bilhões em novas vendas para o varejo digital. 





Veja também

Google+